Mês de fevereiro chegou, as festas passaram e volta às aulas. E com elas toda rotina do dia a dia, inclusive a de preparar o lanche da escola. O que colocar na lancheira do filho é uma dúvida de vários pais, o mais prático? O mais saudável? O que não necessita de refrigeração? Muito açúcar, gordura, sódio… mas é só um lanche? Vamos pensar nessas questões.

Nas prateleiras dos super mercados encontramos diversas opções em pacotinhos: bolachas, bolinhos, guloseimas em formatos diversos. Também encontramos mini refrigerantes, sucos em caixinhas de 200ml, na medida da lancheira. Mas infelizmente esses alimentos e suas embalagens coloridas e “próprias para crianças” têm dentro delas componentes que não são nada inofensivos. O açúcar em grande quantidade, a gordura mascarada nos recheios, e o sódio (sal) presente inclusive nos alimentos doces são os grandes vilões da hora do lanche. A obesidade infantil é muitas vezes iniciada nesse momento, leia o nosso post sobre o assunto Obesidade Infantil NÃO!.

A praticidade desses pacotinhos é indiscutível, mas não há nutrientes que forneçam um bom desenvolvimento escolar para o seu filho. Boa parte do dia ele passa na escola, por isso esse único lanche faz parte sim do seu crescimento. Na escola é onde aprendemos não só a teoria, mas formamos boa parte do nosso caráter e nossas escolhas, a alimentação está envolvida nesse momento, por isso o lanche deve ser nutritivo e prazeroso.

Como deve ser um lanche saudável?

Temos três classes de alimentos: reguladores, construtores e energéticos.

Os reguladores são aqueles que controlam as funções do nosso organismo através da formação dos nosso tecidos, sua ausência ocasiona mau funcionamento intestinal, falta de memória, sangramento de gengivas, perda de apetite, irritabilidade, enfraquecimento de unhas, cabelos e pele, entre outros. Encontramos esses nutrientes nas frutas, legumes e verduras.

Leia também  Obesidade Infantil NÃO!

Os alimentos construtores promovem o crescimento do nosso corpo e constituem o sangue, músculos, ossos, órgãos e sistema imunológico. São exemplos: leite e seus derivados, carnes em geral, leguminosas (feijão, ervilha, lentilha) e ovos.

E os energéticos são aqueles que fornecem a energia para todo processo metabólico, movimentação e exercícios. Ele é o combustível do nosso corpo. Na sua falta ficamos lentos, sem disposição, concentração e ânimo. São representantes desses alimentos os cereais, açúcares e gorduras.

E para que saber disso?

O lanche deve ser composto por um representante de cada grupo acima citado. Mas calma, é fácil! Vou dar alguns exemplos!

Lanche 1

  • 1 maçã
  • Pão de forma integral com queijo branco

Lanche 2

  • 5 mini pães de queijo
  • Iogurte garrafinha
  • 1 cachinho de uva

Lanche 3

  • 1 fatia de bolo simples caseiro
  • 1 banana
  • Leite fermentado

Lanche 4

  • 4 cockies integrais
  • água de coco
  • mamão picado

Lanche 5 

  • 3 Bisnaguinhas com requeijão
  • melancia picada
  • suco integral de uva

lancheira saudável II

Também pode ser feito: salada de frutas, tapioca, usar a granola, sucos de frutas de caixinha sem conservantes e sem açúcar (existem opções no mercado, leia os rótulos), chá gelado, sanduíches com queijo branco e cenoura ralada, peito de peru e presunto magro, entre outras opções.

Nesses exemplos encontramos os três grupos de alimentos de maneira simples e apresento o cardápio para uma semana de lanche!

Lancheira saudável III

Conservação

Para a conservação das frutas e dos lanches, principalmente os que tiverem frios e queijo branco, opte por lancheiras térmicas ou coloque uma bolsa térmica de gel, dessas que deixamos no congelador durante a noite, para manter o alimento fresco. É necessário um pouco mais de trabalho do que colocar dois pacotinhos de qualquer coisa dentro da mochila, mas os benefícios são imensuráveis!

Leia também  Meu filho come demais, e agora?

Cantina

Para aqueles que não levam lanche de casa e comem na cantina da escola, pais deêm uma olhadinha no que a escola do seu filho vende, e oriente ele a fazer escolhas melhores. E se for o caso, converse com a diretora da escola para que tenham opções mais saudáveis para serem comercializadas. Algumas escolas particulares adotam cantinas saudáveis administradas por nutricionistas e o governo possui políticas de alimentação saudável, exija essas medidas na escola do seu filho. A saúde em primeiro lugar!

Que a volta às aulas seja tranquila, divertida e muito saborosa!

Ficou alguma dúvida? Entre em contato com a gente por aqui, facebook, email ou twitter!

Essa é a nossa opinião!

Beijos ;**