O cloreto de sódio, também conhecido como sal, é um mineral extremamente abundante no nosso planeta e essencial para a vida do ser humano. Além de potencializar o sabor dos alimentos na nossa culinária, ele mantém o equilíbrio do volume da água presente no nosso corpo, ou seja, regula nossa sede e a eliminação de água através da urina. Além disso, ele também é um eletrólito, o que significa que ele é responsável por transmitir os impulsos nervosos criados pelo cérebro para todo o nosso corpo.

No entanto, seu consumo excessivo pode causar hipertensão, uma doença crônica (não há cura) que deve ser tratada ao longo da vida a base de medicamentos. A hipertensão também pode vir a ser causadora de outras complicações como acidentes vasculares e infartos.

Mas então qual é a quantidade recomendada?

A Organização Mundial da Saúde recomenda que o consumo de sódio não deva passar de 2g, o equivalente a 5g de sal (uma colher de chá rasa) . Nós brasileiros consumimos em média 9,7g de sal por dia, é quase o dobro dessa recomendação!!!

Não é pra menos que cerca de 25% dos brasileiros adultos sejam hipertensos, né?

Tipos de sal

Encontramos uma variedade muito grande hoje nos supermercados, mas nem sempre conhecemos sua composição. A lista abaixo explica direitinho alguns deles:

Sal de cozinha refinado (NaCl): Composto por 60% de cloreto e 40% de sódio sendo obtido por meio da evaporação da água do mar. Por exigência do Ministério da Saúde, existe a suplementação de iodo para evitar doenças na tireóide como o bócio e o hipotireoidismo. Cada grama de sal possui 400mg de sódio.

 Grosso: Possui a mesma composição do sal de cozinha porém não passa pelo processo de refinamento. É mais utilizado para temperar carnes, principalmente churrasco. Possui também 400mg de sódio para 1g de sal grosso.

Leia também  Saiba como escolher um adoçante

Light: É composto de 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio e por isso é considerado um sal mais saudável, pois o sódio auxilia na retenção de líquidos e o potássio é diurético, havendo assim um equilíbrio. Este produto não é recomendado para pacientes com problemas renais. Cada 1g de sal light possui 197mg de sódio.

Marinho: Provém também da evaporação da água marinha, entretanto o refinamento é mais grosseiro e por isso os grão são mais irregulares e preserva-se mais a presença dos minerais. 1g de sal marinho possui 420mg de sódio.

Sal rosa do Himalaia: É retirado das montanhas do Himalaia onde já houve a presença do mar à milhares de anos. Possui coloração rosa devido a presença de mais de 80 minerais, entre eles, o ferro, potássio, magnésio e cálcio. 1g possui 230mg de sódio.

Defumado: Este sal é defumado a partir da queima de barris de carvalho usado no envelhecimento de vinhos. É muito requintado e com valor bem elevado. 1g contém 395mg de sódio.

Líquido: sal dissolvido em água mineral e por ser em forma de spray pode salgar os alimentos de forma mais uniforme auxiliando no menor consumo de sódio. 1ml de sal líquido possui 110mg de sódio.

Negro: provém da Índia e é um sal vulcânico. Possui enxofre na sua composição o que garante seu sabor sulforoso. 1 g de sal negro = 380 mg de sódio

Fonte: Vanessa Taís Nozaki via MidiaSport

tipos de sal

 

O nosso paladar é adaptável, então cabe a cada um de nós acostumá-lo a uma alimentação menos salgada. Uma dica que pode ajudar bastante nessa readaptação é trocar o sal por outros temperos como o tomilho, cominho, salsa, cebolinha, orégano, cebola, alho, e outros mais que são saudáveis e bem saborosos também.

Leia também  Vegetarianismo

Essa é a nossa opinião, qual a sua? Deixe aqui seu comentário pra gente saber ;D

Beijo beijo e até o próximo post!